Pular para o conteúdo principal

Krasnodar libera zagueiro Kaio, atacante Wanderson e ex-capitão do Atlético-MG, que treinarão por conta própria, mas não podem assinar com outros clubes

Em meio à guerra da Rússia contra a Ucrânia, o clube russo Krasnodar anunciou nesta quinta-feira a suspensão dos contratos de oito jogadores estrangeiros do elenco. Com isso, os brasileiros Kaio e Wanderson, e o paraguaio Junior Alonso, ex-capitão do Atlético-MG, são liberados para retornarem aos seus países.

Os atletas treinarão por conta própria, mas não estão livres para assinar com outros clubes. Na última quarta-feira, a comissão técnica do clube já havia rescindido os contratos mesmo antes da estreia do técnico alemão Daniel Farke no comando da equipe.

Junior Alonso deixou o Atlético em janeiro, rumo ao Krasnodar — Foto: Divulgação/Krasnodar

Junior Alonso deixou o Atlético em janeiro, rumo ao Krasnodar — Foto: Divulgação/Krasnodar

Os outros cinco jogadores com contratos suspensos pelo Krasnodar são o norueguês Erik Botheim (atacante), o francês Rémy Cabella (meia), o equatoriano Cristián Ramírez (lateral), o colombiano Jhon Córdoba (atacante) e o sueco Viktor Claesson (ponta).

Os únicos estrangeiros que seguem no elenco são o alemão Bogdan Reichman, que tem origem russa, o polonês Grzegorz Krychowiak e o bielorusso Aleks Martinovich.

Com carreira feita na Europa, o atacante Wanderson teve passagens por clubes da Bélgica, Getafe, da Espanha, e RB Salzburg, da Suíça, até chegar ao Krasnodar em 2017. Revelado pela Ferroviária, de São Paulo, o zagueiro Kaio chegou ao Krasnodar em 2019, após passagem pelo Santa Clara, de Portugal.

Junior Alonso é recém-chegado ao clube russo. Assinou em janeiro após ser vendido pelo Atlético-MG por 8,5 milhões de dólares (R$ 46,75 milhões). A transação foi uma das maiores da história do Galo. O jogador participou de amistosos de preparação e iria estrear no Krasnodar no próximo fim de semana, na retomada do Campeonato Russo.

Por Redação do ge

Deixe uma Resposta